Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2008
Pela sua curiosidade transcrevo, com a devida vénia, o cartão de Boas Festas enviado pela Vila de Entradas à Vila de Castro Verde e publicada no boletim informativo da Câmara Municipal de Castro Verde "O Campaniço" de Dezembro de 1992/Janeiro de 1993. Não sei quem foi o anónimo autor (ou a anónima autora) do referido cartão. O texto contém algumas confusões e imprecisões históricas. o autor ou autora confunde a área actual do concelho com a que teria em 151o, quando Entradas era sede de concelho, São Marcos da Atabueira pertencia a Mértola, Casével também era séde de concelho e passara poteriormente para o concelho de Messejana e Santa Bárbara de Padrões pertencia à jurisdição de Padrões com séde na vila de Padrões (Nossa Senhora da Graça da Vila de Padrões)- hoje aldeia de Santa Graça de Padrões ou, simplesmente Graça de Padrões. Também há a confusão da data da criação do concelho de Caatro Verde com a data da concessão da sua carta de foral. E já chega de esclarecimentos históricos, O famoso texto ( o original está publicado sobre fundo cinzento ) aí vai :
 
Cartão de Boas Festas
 
Para Castro Verde
 
Desejo-te um Bom Natal e Feliz Ano Novo. Que o 93 colabore com o senhor Presidente da Câmara no teu progresso e bem estar. Que vás sempre em frente que atrás vem gente.
Não admira que tenhas evolução porque a tua existência remonta ao ano de 1510. Já lá vão quatro séculos e 82 anos, e nesse mesmo ano passaste a sede de concelho, abrangendo, nada mais nada menos, do que 569 km2.
Concelho com fortes tradições, por isso não admita que tenhas progredido com euforia.
Sei que não estou no mapa. mas também tive príncípios. a julgar pelas minhas igrejas e capelas. Também fui sede de concelho. No tempo da miséria não havia dinheiro, mas havia conformaçãoporque o mal era de tal forma contagioso que alastrava por todo o concelho - e porque não dizê-lo? - por todo o distrito. Mas em compensação tínhamos condições a nivel de médicos, hospital. farmácia, mercado. feira. Tudo isso acabou, não sei porquê. Agora até o correio está em vias de extinção. Gostava de saber como resolver este problema. Mas ao fim de isto tudo eu não estou triste, porque ao deslocar-me a Castro Verde paa fazer certos e derterminados serviços sou atendida pelos meus filhos, como por exemplo, o presidente da Câmara, um bom locutor da rádio, ou uma boa funcionária dos CTT, não desfazendo noutros funcionários públicos que tão bem desempenham o seu papel.
Para terminar quero deixar aqui um apelo aos meus jovens. Lutem por uma vila melhor.Não se deixem abater pelo desânimo. Fazei comque a vossa terra crie raízes e floresça para que todos se orgulhem dela.
Um forte abraço da Vila de Entradas
 
 
 
 
Para os que eventualmente lerem este blog os meus votos de um Feliz Natal e um excelente ano de 2009.
 


publicado por JoseGMestre às 15:22
Desejos de Bom Ano Novo, para si e para os seus

João Nuno Sequeira
João Nuno Sequeira a 31 de Dezembro de 2008 às 22:15

Amigo José Guerreiro,
Devido à minha total inépcia, ainda não havia descoberto este teu blogue.
Deixo aqui o meu desejo que derrames todo esse teu saber sem medos nem vergonhas porque sei que tu és um estranho mas incansável conhecedor da história da nossa região.
Grande abraço
Pulanito
Pulanito a 20 de Janeiro de 2009 às 21:43

Obrigado amigo Napoleão pela tua opinião e pelo teu incentivo.Em relação aos teus posts sobre a Matança (em casa do Zé Manel, em Albernoa) e as "Janeiras" que ocorreram na nossa vila de Entradas (já vivi aqaui mais de metade da minha vida) aconselho-te VIVAMENTE que leias o livro "Quadros Alentejanos" de Brito Camacho.
Um grande abraço
José Mestre
Transtagano (como bloguista ou blogger(*a inglesa)
JoseGMestre a 22 de Janeiro de 2009 às 13:01

http://www.albernoalive.pt.tc
AlbernoAlive a 8 de Março de 2009 às 18:50

mais sobre mim
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO